Uncategorized

10 carros que são verdadeiros clones uns dos outros

Ao observarmos algumas criações automotivas, podemos nos deparar com a incrível semelhança entre diferentes modelos de carros. A falta de criatividade não parece ser a única razão para a existência desses gêmeos ou clones automotivos. Alianças entre fabricantes, designers que mudaram de emprego, coincidências ou simplesmente ousadia podem explicar essa duplicidade. Abaixo, apresentamos uma lista de dez carros que são verdadeiros sósias uns dos outros:

1. Uirapuru e Inglês: O Uirapuru, inicialmente chamado de Brasinca 4200 GT, foi fabricado pela Brasinca do Rio Grande do Sul e apresentado no Salão do Automóvel de 1964. Dois anos depois, passou para as mãos de outro fabricante, sendo rebatizado como Uirapuru, com uma raríssima versão conversível em seu último ano. Utilizava o trem de força dos utilitários da linha C da Chevrolet, com 4277 cm³ e carburação tripla, rendendo 155 cv. Sua semelhança com o modelo inglês lançado em 1966 é notável.

2. BMW Série 3 E21 e Alfetta: Ambos os carros são extremamente semelhantes, desde o porte e o desenho até a tração traseira e a estratégia de motorização com motores pequenos e competentes, variando de 1.6 a 2.0 litros. Foram oferecidos com 2 ou 4 portas, possuindo pesos equivalentes. Enquanto o BMW Série 3 E21 oferecia opção de câmbio automático de 3 marchas e transmissão standard mecânica de 4 marchas, o Alfetta oferecia apenas câmbio mecânico, mas com 5 marchas, e uma versão GTV com 2.6 litros e quase 200 cv na versão cupê fastback.

3. BMW X5 e ShuangHuan CEO: O BMW X5, SUV de sucesso, veio ao mundo com tecnologia avançada e motores V6 e V8. Por sua vez, o chinês ShuangHuan CEO apresentava uma versão 4×2, com 4×4 como opcional e motor Mitsubishi 4 cilindros de 135 cv. Enquanto os BMWs continuaram evoluindo, oferecendo hoje motores V6 e V8 biturbo com injeção direta, com 407 cv e torque de 60 Kgfm, o destino do chinês parece ter sido o esquecimento.

4. Mini Cooper e Lifan 320: O Lifan 320 pode enganar à distância, parecendo um Mini Cooper, porém, possui diferenças notáveis, como um motor 1.3 16v com 88 cv e detalhes de acabamento distintos. Enquanto os Mini Cooper oferecem modernos motores BMW 1.6, com tecnologias avançadas e potências que variam de 120 a 211 cv, o Lifan 320 se destaca pelo preço mais acessível.

5. Ford F-Series e JAC 4R3: A linha F da Ford, composta pelas famosas F150, F250 e F350 SuperDuty, é reconhecida pela sua liderança nas vendas de veículos nos EUA, oferecendo uma variedade de opções de motores e transmissões. Por outro lado, a JAC 4R3, apesar de contar com a opção de tração nas 4 rodas, apresenta uma diferença significativa em relação à motorização, oferecendo apenas um motor 2.8 4 cilindros a Diesel com 110 cv e câmbio manual de 5 velocidades.

6. Chery QQ e Daewoo Matiz: Ambos os veículos compartilham semelhanças em termos de design e motorização, fornecendo opções de motores econômicos. O Chery QQ oferece ABS de série e um motor de 1.1 litros, enquanto o Daewoo Matiz possui um motor 800 cm3. Cada um tem suas próprias características que podem agradar diferentes preferências de mercado.

7. Chevrolet Tracker e Suzuki Vitara: Os primeiros Tracker vieram a Diesel e não eram baratos, enquanto alguns anos depois voltaram a ser fabricados com motor Suzuki ao preço de R$ 65 mil. Ambos compartilhavam motores de 2.0 turbodiesel e 2.0 gasolina, com 128 cv e 108 cv respectivamente, evidenciando uma relação de parentesco automotivo.

8. Ford Verona e VW Apollo: Frutos da aliança entre Ford e VW no Brasil, esses dois modelos compartilhavam praticamente tudo, incluindo motores e componentes mecânicos. Com diferenças sutis em acabamento, ambos os modelos foram comercializados com duas portas e motores carburados, desafiando as expectativas de mercado da época.

9. Ford Versailles e VW Santana: Outra prova da estreita ligação entre Ford e VW foi a semelhança entre o Ford Versailles e o VW Santana. Com pequenas alterações estéticas e mecânicas, esses modelos pareciam quase idênticos, resultando em uma curiosa competição no mercado automobilístico da época.

10. Subaru BRZ e Toyota FT-86: Esses dois modelos compartilham chassis e motor, apresentando uma configuração que atraiu a atenção de entusiastas, principalmente os fãs de drift do Japão. Equipados com tração traseira e um motor Subaru boxer 2 litros de 200 cv com injeção direta de combustível, esses cupês esportivos têm muito em comum, representando uma curiosa coincidência no mundo automobilístico.

Estes exemplos demonstram que clones e versões gêmeas sempre fizeram parte do mundo automobilístico, desde os primórdios da indústria automotiva. A semelhança entre esses modelos não apenas desperta a curiosidade dos entusiastas, mas também proporciona uma reflexão sobre as dinâmicas e relações do mercado automobilístico ao longo das décadas.