Uncategorized

10 coisas que devem ser evitadas para não passar vergonha com seu carro

Muitas vezes, ao customizar seus carros, algumas pessoas acabam exagerando e cometendo erros que podem causar vergonha alheia. A seguir, listaremos 10 exemplos dessas modificações que, ao contrário do que muitos pensam, não acrescentam nada positivo ao carro.

1. Suporte de capô: Originalmente presente em carros extremamente preparados, esse acessório se popularizou e é encontrado até mesmo em carros populares 1.0. No entanto, ao contrário do que se imagina, não indica que o carro é preparado, a menos que seja pelo barulho do escapamento.

2. Rodas orbitais em carros antigos: As rodas orbitais podem ser bonitas se aplicadas no modelo certo e desde que o carro esteja original, sem rebaixamento da suspensão. Colocar esse tipo de roda em um carro antigo pode não ser a melhor escolha estética.

3. Luzes de neon: Um acessório que já saiu de moda, as luzes de neon ainda são encontradas em alguns carros. Ao invés de valorizar, acabam comprometendo a estética do veículo.

4. Lanternas coloridas: Carros com lanternas coloridas, que muitas vezes são acionadas sem o uso dos faróis, acabam se tornando um perigo ambulante, desrespeitando inclusive as leis de trânsito.

5. Carro rebaixado extremamente baixo: Carros rebaixados ao extremo podem enfrentar problemas com lombadas e valetas, além de correrem riscos de danificar o chassis.

6. Rodas muito grandes: Rodas muito maiores que as originais podem prejudicar a dirigibilidade e aumentar os custos na hora de trocar os pneus.

7. Filme nos vidros escuro demais: Um filme escuro demais nos vidros compromete a visibilidade e a segurança, podendo expor o motorista e os demais ocupantes do veículo a perigos.

8. Tapetes de alumínio: Colocar pedaços de alumínio no chão do carro pode não ser uma boa ideia estética e ainda rende apelidos como “tapete de busão”.

9. Aerofólio em carros comuns: O aerofólio, que melhora a estabilidade em altas velocidades, não é funcional em carros que não atingem essas velocidades, sendo apenas um adereço estético desnecessário.

10. Interior colorido combinando com a pintura do carro: Por fim, customizar o interior do carro combinando com a cor da pintura pode parecer chique para alguns, mas pode não ser bem recebido pela maioria das pessoas.