Uncategorized

Álcool Adulterado: Conheça os Riscos e Saiba como se Proteger

A adulteração de álcool combustível é uma prática tão prejudicial quanto a adulteração de gasolina, e por isso, os consumidores também precisam estar atentos a esse problema. O álcool pode ser adulterado de duas maneiras distintas, resultando em prejuízos para o veículo e para o bolso do consumidor.

O primeiro método de adulteração consiste na adição de mais água ao álcool hidratado, ultrapassando o limite estabelecido por lei. Apesar de ser visualmente imperceptível, essa prática afeta diretamente o rendimento do veículo, além de aumentar o consumo devido à maior quantidade de água presente no combustível.

O segundo modo de adulteração envolve a adição de água ao álcool anidro, o qual é utilizado na mistura obrigatória da gasolina. Atualmente, o álcool anidro é corado com uma substância laranja para dificultar essa adulteração, sendo que, originalmente, o álcool combustível deve ser incolor.

Para evitar cair nessa armadilha, os consumidores podem adotar algumas medidas simples, como ficar atento aos indícios de adulteração no momento do abastecimento. Caso algo pareça fora do comum, é possível solicitar ao posto a realização do teste de qualidade do combustível no próprio local, o que é um direito de todo consumidor. Os postos, de acordo com a Resolução ANP 248 art.8º, são obrigados por lei a fazer essa análise sempre que solicitado, e caso se recusem, o consumidor pode reportar o ocorrido à Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Além disso, é recomendado abastecer em postos de confiança, exigir a nota fiscal do abastecimento e ficar atento ao consumo de combustível no trajeto diário, uma vez que um aumento repentino no consumo pode indicar problemas com o combustível. A longo prazo, o uso contínuo de combustível adulterado pode reduzir a vida útil do motor e causar danos mais sérios, tornando essas precauções ainda mais importantes.

No estado de São Paulo, a Secretaria da Fazenda mantém uma lista atualizada de postos flagrados com combustível adulterado, o que pode ser uma fonte adicional de informação para os consumidores preocupados com esse problema.

Diante disso, é fundamental que os consumidores estejam cientes dos riscos associados ao álcool adulterado e adotem medidas para se proteger. Compartilhar experiências e informações sobre este assunto também é importante para conscientizar outros motoristas e coibir essa prática danosa.