Uncategorized

Análise da listagem de preços interna da Volkswagen revela margens de lucro das concessionárias

Recentemente tivemos acesso a uma listagem de preços interna da Volkswagen, datada de agosto de 2010, revelando os valores que as concessionárias pagavam pelos carros que vendiam na época. Embora os preços atuais já tenham sofrido alterações, a listagem fornece uma ideia das margens de lucro das concessionárias, expressas em porcentagem.

Decidimos não publicar a listagem completa, que possui mais de 100 páginas e difere do documento recentemente divulgado sobre o Novo Jetta. Enquanto o arquivo do Novo Jetta pode funcionar como um instrumento de marketing para impulsionar o interesse no novo sedã, consideramos inadequado publicar a listagem de preços na íntegra.

No entanto, faremos menção a alguns dos preços presentes nessa listagem interna, oferecendo a oportunidade aos leitores de satisfazer sua curiosidade sobre as margens de lucro das concessionárias na venda de veículos Volkswagen. Vale ressaltar que os preços citados se referem a São Paulo e Paraná.

Observa-se que a Volkswagen mantém margens mais estreitas para as concessionárias em sua linha 1.0, em virtude do sucesso de seus modelos. Além disso, é possível notar que os modelos menos vendidos apresentam margens mais altas, o que serve como estímulo tanto para a loja quanto para o vendedor.

Dessa forma, as margens de lucro variam desde 2.200 reais em um Gol até 8.200 reais na venda de um Golf GT automático, que custava 68.000 reais na época. Ademais, as concessionárias de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul pagavam cerca de 200 a 400 reais a menos, enquanto as regiões Norte, Nordeste e Distrito Federal desembolsavam mais de 1.000 reais a menos, embora essa diferença fosse praticamente compensada pelo custo do frete.

Em relação à Zona Franca de Manaus, o cenário era particularmente significativo. Naquela região, as concessionárias adquiriam um Gol G4 por 19.000 reais, e um Gol G5 por 22.500 reais.

Dessa forma, ao considerar esses dados, na próxima visita a uma concessionária Volkswagen, o consumidor pode cogitar a possibilidade de utilizar essa tabela como base para negociar um preço mais vantajoso.