Uncategorized

Land Rover Freelander 2: A chegada do modelo diesel no Brasil

O mercado automotivo brasileiro está prestes a receber uma novidade que pode impactar significativamente as vendas da Land Rover no país. Trata-se da chegada do Freelander 2 a diesel, um modelo que promete aumentar a participação da marca no mercado local. A introdução da versão a diesel visa não apenas ampliar a oferta de veículos da Land Rover no Brasil, mas também consolidar a imagem robusta e valente do utilitário no imaginário dos consumidores. A expectativa da Jaguar Land Rover para América Latina e Caribe é atingir a marca de 350 unidades vendidas por mês, o que representa um aumento considerável em relação às 200 unidades mensais comercializadas atualmente. A previsão é de que o modelo a diesel alcance aproximadamente 5 mil unidades vendidas por ano, representando um crescimento expressivo no mercado brasileiro.

Além do potencial impacto nas vendas, a comercialização do Freelander 2 a diesel também se destaca pela pequena diferença de preço em relação à versão a gasolina. Os valores das versões a diesel, que variam entre R$ 129.900 e R$ 172.900, representam acréscimos de apenas R$ 3.000 a R$ 7.900 em comparação com as versões a gasolina. Essa relação entre preço e motorização atrai a atenção do público, especialmente considerando as diferenças de desempenho entre os propulsores.

No que diz respeito às características técnicas, o motor diesel de 2.2 litros do Freelander 2 oferece 190 cv a 4 mil rotações e 42,8 kgfm a 1.750 rpm, enquanto o propulsor a gasolina gera 230 cv a 6.300 rotações e 32,4 kgfm a 3.200 giros. A potência ligeiramente menor do motor diesel é compensada em parte pelo torque maior, conferindo ao modelo uma agilidade impressionante. O desempenho do Freelander 2 a diesel se destaca especialmente em terrenos variados, oferecendo uma aceleração de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos, com uma velocidade máxima limitada a 190 km/h. Vale ressaltar que a presença do motor diesel no mercado brasileiro representa uma novidade, uma vez que a maioria dos modelos disponíveis até então era movida a gasolina.

A Land Rover reforçou a capacidade off-road do Freelander 2 durante a apresentação do modelo com motor diesel, ao realizar uma trilha de 350 quilômetros entre Natal e São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte. O percurso incluiu diferentes tipos de terrenos, como asfalto, lama, pedras e areia, demonstrando a versatilidade do utilitário esportivo. Mesmo sem preparação especial, o Freelander 2 enfrentou o desafio com sucesso, destacando-se principalmente na areia, onde se mostrou tão à vontade quanto no asfalto.

A combinação de conforto e estabilidade em diferentes tipos de terreno é uma característica marcante do Freelander 2, que demonstrou bom desempenho tanto em pisos lisos quanto irregulares. Com suspensões firmes e um motor diesel silencioso e elástico, o modelo se destaca não apenas pela agilidade, mas também pela economia de combustível e pelo refinamento característico da marca britânica. Em termos técnicos, o Freelander 2 a diesel conta com tração integral permanente, transmissão automática de seis marchas, controle eletrônico de estabilidade, freios com ABS, EBD e assistência para frenagem de emergência, entre outros recursos que garantem segurança e desempenho em diferentes condições de uso.

Com a chegada do Freelander 2 a diesel, a Land Rover reforça sua posição no mercado brasileiro, oferecendo aos consumidores um modelo versátil, potente e refinado, capaz de atender às demandas de um público exigente e apaixonado por aventura. A introdução do motor diesel em um modelo de porte médio sinaliza uma tendência que pode impactar o segmento de utilitários esportivos, levando outros fabricantes a apressar o lançamento de modelos movidos a óleo. Nesse cenário, o Freelander 2 se destaca como pioneiro, abrindo caminho para uma nova era de opções de motorização no mercado automotivo brasileiro.