Uncategorized

O crescimento da frota mundial de veículos: um olhar sobre os números e perspectivas futuras

O mundo vive um cenário de crescimento constante na quantidade de veículos em circulação, com uma média de 6 pessoas para cada carro. Em 2010, a frota mundial era de 985 milhões de unidades, um número que aumentou para mais de 1,47 bilhão até o final de 2023, representando um aumento real de cerca de 49%. Vale ressaltar que esta estatística exclui tratores, máquinas de obras, motocicletas e outros veículos de uso industrial. O responsável pelo maior impulso nesse crescimento é a China, que tem uma demanda voraz por automóveis e registra recordes de vendas mês a mês, mesmo que não se restrinja apenas a automóveis de passeio. Entre 2010 e 2011, a China experimentou um crescimento de 27,5% e já produz mais de 20 milhões de veículos por ano, tendo atingido a marca recorde de 23,8 milhões em 2022, o que resulta em mais de 400 milhões de carros circulando e mais de 500 milhões de veículos a combustão em todo o país. Enquanto a Europa está estagnada, sem previsão de crescimento superior a 1% ao ano, os Estados Unidos estão em processo de recuperação, porém sem a tendência de manter a proporção de 1,3 carro por pessoa. Já o Brasil e a Índia despontam como dois países que também impulsionam o aumento da frota mundial, logo após a China. As estatísticas atuais revelam que a China lidera com 500 milhões de veículos, seguida pela Índia com 326 milhões, Estados Unidos com 290 milhões, Brasil com 115 milhões, Japão com 82 milhões, Alemanha com 67 milhões, Rússia com 57 milhões, França com 38 milhões, Reino Unido com 33 milhões e Canadá com 26 milhões. Considerando esse ritmo frenético de crescimento da quantidade de carros, surge a pergunta: até quando essa tendência seguirá? Quais são as perspectivas para os próximos anos, tanto a nível mundial quanto local? Essas são questões importantes para entendermos o impacto desse aumento contínuo da frota de veículos no mundo.