Uncategorized

O curioso mundo dos clones automotivos: carros gêmeos que confundem até especialistas

Quando nos deparamos com veículos que parecem sósias, a falta de criatividade parece ser a razão óbvia, mas a existência de gêmeos ou clones automotivos pode ser explicada por outros motivos, tais como alianças entre fabricantes, designers que mudaram de emprego, coincidências ou pura cara de pau. Aqui estão dez exemplos de carros que são verdadeiros sósias um do outro.

Uirapuru e Inglês – O Uirapuru, apresentado no Salão do Automóvel de 1964, inicialmente chamado de Brasinca 4200 GT, foi fabricado pela Brasinca do Rio Grande do Sul. Dois anos depois, trocou de dono e foi rebatizado como Uirapuru, durando mais dois anos. Sua rara versão conversível foi conhecida por seu belo design, possivelmente inspirando o Inglês lançado em 1966.

BMW Série 3 E21 e Alfa Romeo Alfetta – Ambos carros fabricados na mesma década compartilhavam semelhanças na configuração, porte, desenho, tração traseira e estratégia de motorização. Enquanto o BMW Série 3 E21 oferecia opção de câmbio automático de 3 marchas e 4 marchas manual, o Alfa Romeo Alfetta oferecia apenas câmbio mecânico, com 5 marchas, além de uma versão GTV mais potente.

BMW X5 e ShuangHuan CEO – O BMW X5, SUV de sucesso, foi lançado em 2001 com muita tecnologia e motores V6 e V8 potentes. Por outro lado, o chinês ShuangHuan CEO, lançado em 2007, oferecia uma versão 4×2 com motor Mitsubishi 4 cilindros de 135 cv, revelando uma grande diferença em desempenho e tecnologia, com o BMW X5 evoluindo para motores V6 e V8 biturbo de alta potência.

Mini Cooper e Lifan 320 – O Lifan 320 engana à distância, parecendo um Mini Cooper, mas com características simplificadas. Enquanto o Mini Cooper oferece motores modernos com tecnologia avançada em segurança, o Lifan 320 traz um motor 1.3 16v e menos recursos de segurança, visando um mercado com preço acessível.

Ford F-Series e JAC 4R3 – Enquanto a linha F da Ford, incluindo a famosa F150, oferece motores potentes e diversas opções de tração e transmissão, a JAC 4R3 apresenta uma grande diferença em desempenho, oferecendo apenas um motor 2.8 4 cilindros a Diesel com 110 cv e câmbio manual de 5 velocidades.

Chery QQ e Daewoo Matiz – Embora o Chery QQ e o Daewoo Matiz apresentem semelhanças, como nome de origem chinesa e um perfil compacto, o Chery QQ traz um motor mais potente e melhores recursos de segurança em comparação com o Daewoo Matiz.

Chevrolet Tracker e Suzuki Vitara – Ambos compartilham motores 2.0 turbodiesel e 2.0 gasolina, porém, a importação de ambos sempre foi um desafio, com variações na disponibilidade, preço e especificações ao longo do tempo.

Volkswagen Apollo e Ford Verona – Frutos da aliança entre Ford e VW no Brasil, compartilharam muitos componentes, o que os tornava praticamente idênticos em qualidades e defeitos. Aparecem registros de confusão entre eles, devido às semelhanças em design e mecânica.

Toyota GT86 e Subaru BRZ – O Toyota GT86 e o Subaru BRZ compartilham chassis e motor, ambos oferecendo tração traseira em um mercado que apresenta cada vez menos veículos com essa característica. A Nissan, cuja tentativa de um cupê nesta configuração foi adiada, reflete a concorrência ágil nessa categoria.

Esses exemplos de carros gêmeos ou clones automotivos demonstram que a indústria automobilística está repleta de surpresas e coincidências que podem confundir até mesmo os entusiastas mais dedicados.