Uncategorized

Os 15 carros com os piores nomes do mercado automobilístico

O exercício de criar um nome para um novo carro pode resultar em palavras interessantes, mesmo sem significado, como o caso do Megane. No entanto, existem carros com nomes mal vistos, seja em seu mercado local ou em outros. Selecionamos os 15 carros com os piores nomes, incluindo carros ainda à venda no mercado e aqueles que já foram descontinuados. Primeiramente, vamos falar sobre modelos com nomes visivelmente infelizes para qualquer brasileiro e depois abordaremos os carros com nomes ridículos em outras línguas. Confira!

1. Ford Pinto: O sedã compacto da Ford comercializado nos EUA entre 1971 e 1980, serviu de base para a segunda geração do Ford Mustang, utilizando a mesma plataforma.

2. Citroën Xsara Picasso: Embora a intenção da marca francesa ao lançar o Xsara Picasso e a linha C4 Picasso tenha sido homenagear o famoso pintor espanhol, o sobrenome “Picasso” acaba evocando algo de tamanho avantajado, gerando interpretações jocosas.

3. Chana: Embora seja uma marca legítima de carros, a pronúncia do nome sugere algo obsceno, levando a marca a trocar o nome para “Changan” anos mais tarde.

4. Kia Besta: A van da Kia Motors comercializada no Brasil entre 1993 e 2005, compartilha o nome com uma palavra que pode ter significados pejorativos.

5. Ford Escort: Popular no mercado nacional entre 1983 e 2004, o nome pode ter conotações indesejadas em outros idiomas.

6. Mitsubishi Pajero: Enquanto é bem aceito no mercado brasileiro, em países de língua espanhola o nome teve que ser alterado para Mitsubishi Montero, pois ‘Pajero’ é um termo vulgar.

7. Mazda Laputa: Vendido apenas no Japão, o nome do carro significa ‘caca de nariz’ em espanhol, resultando em interpretações divertidas.

8. Buick LaCrosse: Em francês, ‘LaCrosse’ pode se referir ao ato de masturbar alguém, o que causou constrangimento em alguns mercados.

9. Chevrolet Nova: Apesar de ser um SUV de porte médio bem aceito no mercado brasileiro, em países de língua espanhola, ‘Nova’ soa como ‘não vai’.

10. Honda Fit (Fitta): Originalmente chamado de Fitta, o nome foi alterado para Fit e Jazz devido ao significado pejorativo em vários países nórdicos.

11. Dodge Swinger: Encontrado nas revistas adultas e nas concessionárias, o nome cria conotações indesejadas para o modelo compacto da década de 70.

12. Ford Pinto: O nome pode ter conotações indesejadas em espanhol, o que causou a necessidade de alteração do nome do modelo compacto vendido em certos mercados.

13. Mazda Titan Dump: Apesar de ser um caminhão robusto, o termo “Dump” pode gerar interpretações negativas em mercados de língua inglesa.

14. Isuzu Mysterious Utility Wizard: Embora o nome do SUV sugira aventura e magia, pode ser percebido como excessivamente longo e pretensioso.

15. Mitsubishi Lettuce: Apesar de ser um kei car prático e econômico, o nome pode gerar interpretações cômicas em outros idiomas.