Uncategorized

Os Clones Automotivos: Gêmeos de Quatro Rodas

Sempre nos deparamos com veículos tão semelhantes que é difícil distinguir um do outro. A falta de criatividade pode ser a primeira explicação para esse fenômeno, mas existem outros motivos por trás da existência de gêmeos ou clones automotivos, como alianças entre fabricantes, designers que mudaram de emprego, coincidências ou simples cara de pau. Vamos conferir dez carros que poderiam ser chamados de ‘cara de um, focinho do outro’.

1. Uirapuru e Inglês: O raríssimo Uirapuru, inicialmente chamado de Brasinca 4200 GT, foi rebatizado e durou apenas quatro anos, com uma versão conversível em seu último ano. Seu belo desenho pode ter inspirado o modelo Inglês lançado dois anos depois, em 1966. Utilizando o trem de força dos utilitários da linha C da Chevrolet, o Uirapuru apresentava motor de 4277 cm³ e 155 cv.

2. Alfetta e BMW Série 3 E21: Com portes, desenhos e estratégias de motorização semelhantes, esses carros feitos na mesma década apresentavam características equivalentes, desde a tração traseira até a opção de 2 ou 4 portas. O BMW Série 3 E21 oferecia opção de câmbio automático de 3 marchas, enquanto o italiano Alfetta trazia apenas câmbio mecânico, com uma versão cupê fastback mais potente.

3. X5 e Chinês da ShuangHuan: O SUV de sucesso da BMW, o X5, foi lançado em 2001 com tecnologia avançada e motores V6 e V8. Surpreendentemente, o chinês da ShuangHuan apresentava uma versão 4×2, com 4×4 como opcional e motor Mistubishi 4 cilindros de 135 cv, demonstrando uma grande discrepância em relação à proposta do X5.

4. Lifan e Mini Cooper: O Lifan 320 pode enganar à distância, mas ao se aproximar, suas diferenças em relação ao Mini Cooper ficam evidentes. Enquanto o Mini oferecia modernos motores BMW 1.6, com tecnologias avançadas e opções de segurança como vários airbags e controles eletrônicos, o Lifan trazia um motor 1.3 16v com 88 cv, ABS e duplo airbag, além de um preço bem mais acessível.

5. Ford F150 e JAC 4r3: Enquanto a linha F da Ford apresenta uma variedade de motores potentes e opções de tração, a JAC 4r3 oferecia apenas um 2.8 4 cilindros a Diesel com 110 cv e câmbio manual de 5 velocidades. Embora suas aparências se assemelhem, as diferenças em termos de motorização e desempenho são significativas.

6. Daewoo e Chery: O Daewoo e o Chery se equivalem em muitos aspectos, apresentando motores com desempenhos semelhantes e características gerais parecidas. Enquanto o Daewoo traz um motor 1.1 litros, 4 cilindros e 68 cv, o Chery oferece um motor 0.8 cm3 com três cilindros e 51 cavalos, com diferenças na aceleração e no consumo de combustível.

7. Suzuki Tracker e Chevrolet: Os modelos originais de ambos utilizavam motores 2.0 turbodiesel e 2.0 gasolina, mas a semelhança entre eles ia além, com preços e propostas equivalentes. Enquanto os primeiros Tracker eram importados a um preço elevado, a versão posterior da Chevrolet oferecia um modelo com características semelhantes, mas com um preço mais acessível.

8. Verona e Apollo: Frutos da aliança entre Ford e VW no Brasil, esses dois modelos compartilhavam muitos componentes e apresentavam diferenças sutis em termos de mecânica e acabamento. Apesar de suas semelhanças, as marcas buscaram diferenciar os modelos para agradar aos fãs tradicionais de cada uma delas.

9. Santana e Versailles: A chegada dos modelos ocorreu com apenas meses de diferença. Enquanto o Ford Versailles tentava se diferenciar do VW Santana com pequenas modificações estéticas, ambos utilizavam motores e câmbios semelhantes, refletindo a aliança entre as marcas e a tentativa de oferecer produtos distintos no mercado.

10. Subaru BRZ e Toyota FT-86: Com chassis e motor semelhantes, estes pequenos cupês compartilhavam a proposta de tração traseira, um diferencial no mercado de modelos pequenos e médios. Embora a Nissan planejasse um cupê similar, a concorrência lançou modelos com a mesma receita antes da marca. No entanto, outros modelos com a mesma proposta podem surgir, japoneses ou não.

Esses exemplos nos mostram que os clones e versões gêmeas fazem parte do mundo automobilístico há décadas, surpreendendo até mesmo os mais atentos observadores. A impressão de que os carros são muito semelhantes é uma realidade que está enraizada na história automotiva, demonstrando a criatividade, a concorrência e as estratégias de mercado que permeiam o universo dos automóveis.