Uncategorized

Top 10: Que carro comprar com 10.000 reais na mão

A grande maioria dos brasileiros realmente prefere comprar carros usados (veja também Top 10: Que carro comprar com 5.000 reais), não concorda? Talvez seja a preferência por modelos mais completos ou por não ter condições de comprar um zero-quilômetro, afinal, os carros novos estão ficando cada dia mais caros, praticamente impossíveis de se comprar. Veja os carros que encontramos por R$ 10.000, obviamente tirando os automóveis em estado excepcional de conservação, que são bem mais caros que o normal. Fizemos a lista com os modelos mais novos no topo, indo depois para os carros mais velhos, o que facilita a procura de quem quer o carro mais conservado possível nessa faixa de preço de R$ 10.000. Veja também: Que carro comprar com 15.000 reais. Veja também: Que carro comprar com 5.000 reais. Top 10: os melhores carros ‘sleepers’ até 10.000 reais. Índice. Um dos primeiros modelos a aparecer por aqui é o Ford Ka de primeira geração. O hatch popular de ano 2004 pode ser uma boa opção para quem busca por um carro de dimensões compactas e prático para o dia a dia. Ele usa um motor 1.0 8V a gasolina, que rende 65 cv e 8,9 kgfm, com câmbio manual de cinco marchas. Tem itens como painel de instrumentos com conta-giros, comando interno de abertura do porta-malas, limpador e lavador do vidro traseiro, entre outros equipamentos. Alguns exemplares podem dispor de vidros e travas elétricas, ar-condicionado, airbags, entre outros. O Gol G3 é considerado por muitos uma das melhores gerações do Gol, devido à evolução visual e de acabamento apresentada pelo modelo frente ao G2. O Volkswagen na versão City pode ser encontrado por menos de R$ 10 mil, mas se trata de um carro extremamente “pelado”. Nessa configuração, o Gol tem motor 1.0 8V de 65 cv e 9,1 kgfm. Para se ter uma ideia, entre os equipamentos de série ele não oferece nem pintura nos para-choques. Ainda assim, é indicado para quem busca por um carro mais robusto. 25 Opções de carros abaixo de 10.000 reais (2024). Outro carro simples que ocupa uma posição nesta lista é o veterano Fiat Uno Mille. Este modelo também tem preço próximo a R$ 10 mil em diversas versões e anos. O Uno Mille em questão é o 1.0 Fire 2003, com motor de 55 cv e 8,5 kgfm. Assim como o Gol Special, o Uno Mille Fire é um carro básico. Todavia, algumas unidades podem oferecer ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas e quatro portas. Tais recursos eram opcionais na época. Se você busca por um popular e preza pelo mínimo de requinte e conforto, o Peugeot 206 é o seu número. Ele tem um visual agradável até hoje e dispõe de um bom acabamento interno. Este 206 Selection 2003 tem motor 1.0 16V de 70 cv e 9,5 kgfm. O 206 Selection é equipado de série com recursos como direção hidráulica, desembaçador traseiro, preparação para som, ar-condicionado, limpador do vidro traseiro, entre outros. Está a fim de um carro maior e mais sofisticado? Também há algumas opções disponíveis entre os usados por algo em torno de R$ 10 mil. Entre elas, o Fiat Brava SX 1.6 16V 2002, o hatch médio da Fiat ofertado naquela época. Ele tem motor de 106 cv e 15,4 kgfm, com câmbio manual de cinco marchas. O Brava SX oferece direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos, volante e banco do motorista com ajuste de altura, entre outros. Porém, recursos como ar-condicionado, rodas de liga-leve, alarme e rádio com CD player aparecem somente no Brava ELX, que é ligeiramente mais caro (R$ 10.500 nesse mesmo ano) – mas que pode ser uma melhor opção. Quando chegou ao mercado brasileiro, o Corsa Wind foi considerado uma evolução entre os populares da época. Em meio a modelos como Uno Mille e Gol G1 (ou Gol quadrado), o Chevrolet se sobressaía pelo visual mais moderno, bom acabamento interno e motor com injeção eletrônica. Por exatos R$ 10,4 mil, dá para achar o Corsa Wind 1.0, com motor 8V a gasolina de 60 cv e 8,3 kgfm. Ele também oferece só o básico, como painel de instrumentos com conta-giros. Porém, algumas unidades podem dispor de direção hidráulica, vidros elétricos e travas elétricas. O Santana é outro carro de porte médio que está à disposição por algo em torno de R$ 9,2 mil entre os usados. O Volkswagen é equipado com um motor 1.8 Mi de oito válvulas a gasolina, com até 100 cv e 15,5 kgfm, combinado a um câmbio manual de cinco marchas. Entre os recursos, dispõe de direção hidráulica progressiva, preparação para som, vidros, travas e retrovisores elétricos, ar-condicionado, rodas de aço com calotas, entre outros. Por pouco mais de R$ 10 mil, você pode encontrar o Monza GLS no mercado de usados. O sedã médio da Chevrolet nessa configuração usa motor 2.0 litros de oito válvulas a gasolina, com até 110 cv e 16,6 kgfm, atrelado a uma caixa manual de cinco marchas. Ele dispõe de descansa braço central no banco traseiro, faróis de neblina, travas elétricas, desembaçador do vidro traseiro, tampa do porta-malas com comando elétrico, ar-condicionado, direção hidráulica, volante com ajuste de altura, retrovisores externos elétricos, vidros com acionamento elétrico, alarme antifurto, entre outros. Outro Chevrolet que ocupa uma posição nesta lista é o Kadett. Neste caso, na versão esportiva GSi, que fez do Chevrolet Kadett um dos carros mais desejados pelos jovens na época. Ele tem um motor 2.0 8V a gasolina de 121 cv e 17,6 kgfm e vai de 0 a 100 km/h em cerca de 10 segundos. Este modelo tem faixas decorativas na lataria, rodas exclusivas, bancos com encosto de cabeça vazado, painel de instrumentos digital, freios a disco com ABS, entre outros. Fiat Palio Young 1.0 2001 – R$ 9.270. Ford Fiesta GLX 1.6 2000 – R$ 11.200. Peugeot 306 Passion 1.8 16V 2000 – R$ 8.760. Renault Megane Hatch RXE 1.6 2000 – R$ 9.880. Ford Escort GL 1.6 2000 – R$ 9.480. Volkswagen Quantum Evidence 2.0 1996 – R$ 11.500. Fiat Tipo 1.6 i.e. 1995 – R$ 5.900. Chevrolet Corsa Sedan GL 1.6 1995 – R$ 9.610. Chevrolet Kadett Sport 2.0 1995 – R$ 8.800. /n