Uncategorized

Tudo o que você precisa saber sobre as velas de ignição de um carro

As velas de ignição são componentes fundamentais dos motores a combustão, sendo responsáveis por gerar faísca no interior da câmara de combustão e promover a explosão da mistura ar/combustível. Se estiverem em más condições, o desempenho do veículo pode ser comprometido.

A verificação das velas de ignição a cada 10 mil quilômetros rodados é recomendada pela maioria dos fabricantes. O período de troca varia, mas geralmente não passa de 40 mil ou 50 mil quilômetros. É importante consultar o manual do proprietário para saber qual o intervalo recomendado para a substituição das velas.

Para avaliar se as velas precisam ser substituídas, é possível observar alguns sinais. A tonalidade da vela, folga entre os eletrodos, resíduos de carvão, superaquecimento do isolador cerâmico e danos na rosca são indícios de que a substituição deve ser considerada. Além disso, o desgaste natural dos eletrodos está associado à vida útil das velas, que também é influenciada pela regulagem dos parâmetros de alimentação e ignição, bem como por problemas em outros componentes do veículo. A instalação de velas com grau térmico inadequado pode impactar o desempenho e a durabilidade do motor.

Há discussões sobre a eficácia das velas de quatro eletrodos, que melhoram a faísca em condições difíceis, mas não geram melhorias significativas em usos normais. Já as velas de irídio, fabricadas com um metal mais resistente à corrosão, têm a capacidade de aumentar a potência da faísca para a explosão, resultando em melhor combustão, maior durabilidade, economia de combustível, melhora na resposta do acelerador e ligeiro aumento na potência do motor. Mesmo com preço superior, as velas de irídio podem ser um excelente investimento para o seu carro.