Uncategorized

Vantagens e desvantagens do uso de GNV em automóveis

Muitos proprietários de automóveis têm optado por converter seus veículos para o uso do GNV (Gás Natural Veicular) como uma forma de economizar diante dos constantes aumentos nos preços da gasolina e do etanol. O investimento para instalar um kit GNV gira em torno de R$ 5 mil a R$ 7 mil, no entanto, esse valor pode ser facilmente recuperado, principalmente por aqueles que utilizam o carro para o trabalho, como taxistas, motoristas de aplicativo e frotistas. No entanto, apesar das vantagens, é importante considerar tanto os benefícios quanto as desvantagens desse tipo de conversão. Confira algumas delas: Vantagens: 1. Economia: O GNV é cerca de 43% a 58% mais econômico que a gasolina e de 44% a 66% mais eficiente que o etanol, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Gás Canalizado (Abegás). 2. Menor emissão de CO2: Em comparação com os combustíveis líquidos, o GNV emite cerca de 20% menos dióxido de carbono (CO2) que a gasolina e 15% menos que o etanol, contribuindo para a redução da poluição ambiental. 3. Menor acúmulo de resíduos: Por ser um combustível mais limpo, o GNV não deixa acumular resíduos nos bicos injetores, prolongando a vida útil do motor e do óleo lubrificante. 4. Maior intervalo entre trocas de óleo: Devido à baixa formação de resíduos da combustão, o óleo lubrificante do motor pode ser trocado em intervalos maiores, sem comprometer a integridade dos componentes internos. 5. Durabilidade do sistema: O sistema de alimentação por GNV pode durar até 20% a mais do que o sistema abastecido com combustível líquido, devido à ausência de acúmulo de água. Desvantagens: 1. Risco de fissuras: A pressão necessária para o funcionamento do sistema de GNV pode aumentar a possibilidade de ocorrência de pequenas fissuras, sendo recomendado manter o motor sempre regulado. 2. Desgaste dos cabos de vela: O uso de GNV pode acelerar o desgaste dos cabos de vela, reduzindo sua vida útil pela metade, de 30.000 quilômetros para cerca de 15.000 quilômetros. 3. Avaria dos cilindros: Como os cilindros trabalham com um combustível seco, a falta de lubrificação pode causar danos, sendo recomendado o uso de gasolina ou álcool por pelo menos 5 km diários. 4. Perda de potência: A instalação do GNV pode resultar em uma perda de potência de aproximadamente 3%, principalmente com o uso de GNV de Geração 5. 5. Perda da garantia: Ao instalar o kit GNV, a garantia de fábrica fornecida pelo fabricante do veículo será perdida, o que pode impactar proprietários de carros novos. É importante ponderar todas essas vantagens e desvantagens antes de decidir pela conversão para o uso de GNV em um veículo.